Pular para o conteúdo principal

Cuir Garamante MDCI Parfums Série Extraindo o Brilho das Estrelas:





Parfums MDCI (Marchal Design & Créations Indépendantes), uma ideia de Claude Marchal, é uma empresa francesa pequena e muito chique que foi construída sobre a filosofia, que afirma que as fragrâncias finas são uma arte mais do que uma indústria e devem ser uma fonte de prazer, orgulho e beleza mais do que uma simples mercadoria. A MDCI nasceu da admiração pelo período do Renascimento e o desejo de criar equivalentes contemporâneos dos objetos preciosos, já possuídos pelo Medicis e o Rei Sol, e agora mantidos no Louvre, Musei dei Uffizzi e no Salão do Tesouro em Viena.

As fragrâncias MDCI tem duas apresentações - elegante garrafas de vidro de vidro adornadas com rolhas de bisque exclusivas. As mesmas garrafas também vêm como recargas intercambiáveis, adicionando praticidade à beleza: a rolha de bisque esculpida pode ser mantida e as garrafas podem ser alteradas à vontade.

As fragrâncias são tão requintadas quanto as garrafas que os abrigam. Os cinco perfumes MDCI foram criados por perfumistas de renome como Pierre Bourdon, Francis Kurkdjian e Stéphanie Bakouche. Seguindo sua filosofia de perfume sendo uma arte, a MDCI deu aos perfumistas liberdade absoluta e sem limite de custo. O único requisito era não tentar agradar o maior número possível, não imitar ou seguir as tendências. Apenas os ingredientes da mais alta qualidade foram utilizados na criação, nenhum deles de origem animal. Pierre Bourdon e Stéphanie Bakouche criaram os dois aromas masculinos e Francis Kurkdjian os três aromas femininos na coleção.




Não se sabe muito sobre a civilização antiga dos Garamantes, os supostos ancestrais dos Touareg que vivem no deserto do Saara.Existem poucas fontes sobre a origem Garamantes e sua cultura. Eles podem ou não ter atravessado o deserto em carros, e podem ter governado os mares. Seu declínio e seu desaparecimento também estão envoltos em mistério. Poucas ruínas de suas cidades permaneceram, como a da foto acima, insinuando uma história sobre seus dias de glória. Esta foi a inspiração para Parfums MDCI Cuir Garamante.

Na realidade, Cuir Garamante é muito menos exótico e feroz do que algumas das descrições que eu li. É uma composição picante de rosas e muito civilizada, exquisitamente feita, como tudo da Parfums MDCI, mas não muito original. Também não é tão coriáceo como o nome sugere. Na verdade, não chamaria o Cuir Garamante de um perfume de couro, apesar da presença de uma nota de couro suave e lisa em algum lugar em segundo plano.

Testado tanto na minha , a faceta mais dominante desta fragrância é aumentada. O que começa quando uma rosa brilhante e fica mais escura e espalhafatosa rapidamente. O aparecimento de açafrão e rosa é um clássico amado, e eu tenho fragmentos de aromas familiares aqui: de Safran
Troublant e Agent Provocateur para Black Cashmere e By Kilian Rose Oud . Não é exatamente, é claro, apenas lembranças pequenas de que é algo que já sentimos antes.

Cuir Garamante se distingue pela sua suavidade. O couro macio reúne tudo em conjunto, aquece as especiarias e acaricia o oud.Não há bordas afiadas, nada particularmente desafiador ou medicinal sobre o acordo de oud usado aqui, . A rosa é arredondada, um pouco frutada, quase voluptuosa. Mesmo eu não posso reclamar sobre isso, porque não há nada de fresco ou verde sobre essa rosa. É sensual, na verdade, com apenas um pó de sujeira do deserto para torná-lo mais interessante.

Cuir Garamante seca em um semi-oriental. Não é muito doce, mas  é quase cremoso, o que corre bem com o couro flexível. É suposto haver um pouco de baunilha lá, mas essa não deve ser sua razão para tentar (ou ignorar) esse perfume - não é sobre a baunilha ou qualquer outra idéia gourmand apesar das especiarias. É uma rosa. Uma rosa muito gratificante e elegante, com certeza, mas não algo que não cheiramos muitas vezes antes.


Cuir Garamante é uma jaqueta de couro - grossa mas flexível - usado por um homem misterioso que viaja pelo mundo por razões que ele mantém consigo mesmo. Jornalista?  ladrão? Espião? Este é um casaco que vem dos bazares e jantares estaduais e festas secretas. Ele esse homem  mergulhou em palácios e pulou de aviões e escondeu-se em consoles de ópio. A abertura tem uma pitada de sensualidade  com uma doçura desagradável e aborrecida. O açafrão rico, a noz-moscada deliciosa e a rosa sensual abrem o caminho para o couro luxuoso que é o jogador central. Embora este couro tenha o aspecto cremoso que amamos, também tem uma sensualidade animal. É um pouco áspero, um pouco sujo e profundamente sexy. O incenso de Oud e o papiro afiado aumentam as qualidades mais brilhantes, enquanto a baunilha e o sândalo adicionam um calor e suavidade deliciosos. O constureiro dentro e fora é o  labdanum - esfumaçado, docemente resinoso e hipnotizante. Aditivo e diabólicamente atraente - esta é uma excelente interpretação do couro, uma das minhas notas favoritas.






5 PERGAMINHOS
















ENGLISH VERSION 


Series Extracting the Brightness of Stars: Cuir Garamante MDCI Parfums



Parfums MDCI (Marchal Design & Créations Indépendantes), an idea by Claude Marchal, is a small and very chic French company that was built on philosophy, which states that fine fragrances are an art more than an industry and should be a source of pleasure, pride and beauty more than a mere commodity. The MDCI grew out of admiration for the Renaissance period and the desire to create contemporary equivalents of precious objects already possessed by Medicis and Sun King, and now kept in the Louvre, Musei dei Uffizzi and the Treasury Hall in Vienna.

The MDCI fragrances have two presentations - elegant glass glass bottles adorned with unique bisque corks. The same bottles also come as interchangeable refills, adding practicality to the beauty: the carved bisque cork can be maintained and the bottles can be changed at will.

The fragrances are as exquisite as the bottles that hold them. The five MDCI perfumes were created by renowned perfumers like Pierre Bourdon, Francis Kurkdjian and Stéphanie Bakouche. Following its philosophy of perfume being an art, the MDCI gave the perfumers absolute freedom and without limit of cost. The only requirement was not to try to please as many as possible, not to imitate or follow the trends. Only the highest quality ingredients were used in the breeding, none of them of animal origin. Pierre Bourdon and Stéphanie Bakouche created the two masculine aromas and Francis Kurkdjian the three feminine aromas in the collection.




Little is known about the ancient civilization of the Garamantes, the supposed ancestors of the Touareg living in the Sahara desert. There are few sources on the Garamantes origin and their culture. They may or may not have crossed the desert in cars, and may have ruled the seas. Its decline and its demise are also shrouded in mystery. Few ruins of its cities remained, like the photo above, insinuating a story about its glory days. This was the inspiration for Parfums MDCI Cuir Garamante.



In fact, Cuir Garamante is much less exotic and fierce than some of the descriptions I read. It is a spicy composition of roses and very civilized, exquisitely made, like everything from Parfums MDCI, but not very original. Also not as coriaceous as the name suggests. In fact, I would not call the Cuir Garamante a leather scent, despite the presence of a smooth, smooth leather note somewhere in the background.

Tested so much in mine, the most dominant facet of this fragrance is increased. What begins when a bright pink gets darker and fussy quickly. The appearance of saffron and rose is a beloved classic, and I have fragments of familiar scents here: from Safran Troublant and Agent Provocateur to Black Cashmere and By Kilian Rose Oud. It's not, of course, just small memories that it's something we've felt before.

Cuir Garamante is distinguished by its softness. The soft leather gathers everything together, warms the spice and caresses the oud. There are no sharp edges, nothing particularly challenging or medicinal about the oud arrangement used here,. The rose is round, a bit fruity, almost voluptuous. Even I can not complain about this because there is nothing fresh or green about this rose. It's sensuous, in fact, with just a dust of desert dirt to make it more interesting.

Cuir Garamante dries in a semi-eastern. Not too sweet, but it is almost creamy, which goes well with supple leather. There is supposed to be a bit of vanilla there, but that should not be your reason to try (or ignore) that scent - it's not about vanilla or any other gourmand idea despite the spices. It's a rose. A very gratifying and elegant rose, for sure, but not something we have not smelled many times before.




Cuir Garamante is a leather jacket - thick but flexible - used by a mysterious man who travels the world for reasons that he maintains with himself. Journalist? thief? Spy? This is a jacket that comes from state bazaars and dinners and secret parties. He this man dived into palaces and jumped from airplanes and hid in opium consoles. The opening has a hint of sensuality with an unpleasant and boring sweetness. Rich saffron, delicious nutmeg and sensual rose open the way for the luxurious leather that is the central player. Although this leather has the creamy look that we love, it also has an animal sensuality. It's a bit rough, a bit dirty and deeply sexy. Oud incense and sharp papyrus enhance the most brilliant qualities, while vanilla and sandalwood add delicious warmth and softness. The inside and outside is the labdanum - smoky, sweetly resinous and mesmerizing. Additive and devilishly attractive - this is an excellent interpretation of leather, one of my favorite notes.





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

The Spirit of Dubai By Nabeel I A MELHOR CASA DE NICHO DO MUNDO I resenhas de alguns perfumes dessa mitológica casa

A Alta floresta de um  garimpador. O ULTRA NICHO Com um tempo sólido  na perfumaria,deveras chegará uma hora que você se sente enfastiado,a maioria das garrafas ou amostras que chega em seu nariz,falam mais do mesmo,com um retoque ali,aqui,pois até mesmo a perfumaria  de nicho sofre por redundâncias,mercado,materiais sintéticos, uma  infinidade de fatores desestimulantes para o ávido colecionador.Na qual chamo de "paradoxo do nazo cansado" rsrs. Sem falar de casa que prega exclusividade e cobram preços estratosféricos,matérias primas altamente naturais (markentig ) por algo que nem compensa na verdade. Frascos extraordinários mas não se equivalem ao suco dentro dele. Mas minha experiencia com a casa The Spirit of Dubai By Nabeel,foi diferente,na minha opinião valem o que custam e nessa abordagem superficial falarei de alguns dessa casa que considero uma das melhores da perfumaria de nicho. Apertem os cintos. Majalis U

Oud For Greatness Eau de Parfum by Initio Parfums

Oud For Greatness Eau de Parfum by Initio Parfums Entusiasmada pela idéia de moléculas olfativas que desencadeiam atrações e impulsos, a Initio Parfums homenageia essa dimensão sobrenatural e científica com sua coleção hipnótica de fragrâncias. Oud Pela Grandeza marca o início de uma nova era na perfumaria,talvez meu argumento seja discutível,e cheio de viés que viabilizará consigo mais redundâncias,mas o que quero expressar é o novo hype que está causando grande celeuma lá fora.O conceito de "geometria sagrada", a inspiração por trás de Oud For Greatness, é que os símbolos e motivos recorrentes - incluindo o perfume sagrado do oud - são tão poderosos e sagrados que estão imbuídos dessas conexões ocultas com o mundo em geral, transcendendo o mundo e o plano material para alinhar aqueles que o cheiram com as vibrações do universo. Um oud esfumaçado ,super original e com apelo para as massas , viciante,intoxicado, uma fragrância que irá satisfazer aqueles em busca de

XERJOFF MV AGUSTA

  Em MV Agusta, a Xerjoff aposta no couro,um couro sofisticado com camurça muito fácil aos narizes ,mas não de forma banal.Inspirado em torneios de motocicletas na Itália que leva o mesmo nome,a proposta é passar toda a vibe do campeonato,cheiros dos pneus nas curvas,uniforme de couro,e a sofisticação do mesmo. Couro e camurça se entregam a uma linda iris amanteigada,com cravo inebriante que serve como árbitro entre ambos. o incenso no meio/dry rouba a cena ,com o toque do olíbano que o intriga ainda mais. tudo termina adocicado,fumado,com couro. para que serve:balada,festas,eventos etc. periodo;Noite compartilhável idade;+25 nota:11/10 estiloso