sexta-feira, 3 de abril de 2020

The Library Collection Opus XI Amouage





The Library Collection é um seguimento que chamo de fora da caixinha da Amouage,é uma espécie de linha de perfumes na verticalidade,aonde nenhum resquício comercial é fadado,nas palavras do Diretor da casa Shong ,aonde ele diz que é o playground da arte,o sussurro da poesia em larga escala,é o beijo do poeta na madrugada.
Opus XI é o perfume de Oud da casa,um oud sujo ,enraizado em meio as manjeronas,em algum jardim próximo das montanhas de Golã.
A abertura é verde ,acentuadamente herbal,e suja.
Conforme evolui,facetas amadeiradas entrega uma persona escura,úmida,nessa visão holística é tudo muito escuro,sujo e o culpado é o styrax,que condena o enredo, mesclado ao Oud ,e couro dá um aspecto de óleo de motor,mas de cavalos v12.
Não entrega alta complexidade,mas a costura molecular é altamente precisa e eficiente,mais uma joia de grande calibre da Biblioteca.
11/10 Obra de arte

Sunshine Men Amouage




Sunshine Men da casa Amouage,é fresco e também quente, brilhante e também escuro,um fougere Oriental,para colecionadores exigentes,é uma homenagem ao Eclipse chamado de anel de fogo no Oriente Médio.
O perfume traz em seu escopo, a priori laranjas amadurecidas,suculentas mergulhadas no licor,a lavanda está no background flutuando entre acordes,assinando o como um perfume fougere.
A medida que o tempo passa,com o corpo mergulhado no malte alaranjado empurrado pela lavanda ,entramos no campo herbal do perfume,uma cama de sálvia e junípero nos aguarda e a pele é beijada pelo frescor dos aromáticos,essa escatologia é sempre perene,combinada ao luxo e sofisticação,parece que estamos dentro de um jardim barroco,e deixamos um pouco de Brandy ser derramado na arborização de um platô em algum mundo mágico.
A culpada no banco dos réus é a madame imortelle ,que traz o canto do jardim e galhos caramelados verdes que é magistralmente feito nesse Amouage.
Na base encontramos as madeiras e o clamor amendoado da fava tonka que juntamente com a baunilha, nos despende ,dessa linda obra ,doce herbal fresca.A ausência do incenso ,que poderia sussurrar em algum canto ao leste do jardim,me deixa contristado.
10/10

sexta-feira, 27 de março de 2020

Oud The Spirit of Dubai


Oud Dubai é um Oud levemente doce,aqui o cenário é construído em cima do Oud indiano ,ou Oud Assam o pai dos ouds.
Fétido,escuro,traz consigo o abacaxi do Aventus ,com açafrão doce e jasmim.A explosão inicial te manda ao mundo da merda!Isso mesmo,fecal e desafiador,jamais o compre no escuro.O emparelhamento é o código fecal ,putrefato também presente no Camboja,mas o Assan para mim é mais amadeirado.
Para um amante de oud como eu,simplesmente um joia rara em matéria de Oud.Mas para narizes inciantes ou que não gostam dessa vibe,horripilante.
O baile segue e o Oud fecal bem amadeirado se junta ao abacaxi flutuante nas transições,algo adoça a madeira ,é o açafrão que carameliza o Oud.



O enredo é viciante e único ,a todo momento imagens de camelos no deserto vem em minha mente,um jasmim delicado presente também em Al khat Xerjoff,tenta seduzi lo mas sem sucesso,tudo é muito rural e a madeira grita na putrefação.
O Oud abandona seu estado primário fecal,e apresenta nuances mais amadeiradas,embora ainda um borrão fecal é sentido com suavidade.Tudo grita a muita qualidade,seu desempenho é estelar,uma gratificação aos amantes do Oud.
Estamos diante de um dos perfumes mais estrondosos da terra,talvez o Oud mais potente do mundo,faltam palavras para se fazer justiça a isso,rapidamente encontrou lugar em cima da prateleira,mais potente que qualquer Amouage,e as vezes me passa a sensação que é melhor que muito Roja.


11/10

sexta-feira, 20 de março de 2020

Gattopardo Antonio Alessandria



A casa de Nicho de Antonio Alessandria tem um som e ritmo únicos,bem raro hoje em dia rsrs.
A história da casa amarra historias da Infância de Antonio, com algumas partes de ficção e suas memorias ,um verdadeiro Bardo!
Gattopardo nos envolve em um jogo de sedução e masculinidade. Gattopardo tenta retratar o arquétipo siciliano com sua forte ligação à sua pátria. Ele é alto, com muito ego e características musculares, o que o torna poderoso.
A leitura abre na minha pele com bergamotas e figos deliciosos bem naturais e elegantes.
Em poucos minutos um patchouly intrigante se mistura ao enredo,com uma nota de figo lindíssima,a parte da polpa é mais sentida.
O tempo passa no background,entra um glorioso geranio,verde florestal,não inclinado a rosas,o whisky bem equlibrado entra no jogo,todo o som é equilibrado,levemente gourmand e com profundidade.
NA Base notas amadeirados como cedro ,benjoin e figos nos despedem com uma vibe embriagada leve.Um Gentleman Engarrafado.
11/10

quinta-feira, 19 de março de 2020

Majalis The Spirit of Dubai

O MELHOR PERFUME DO MUNDO

Na minha humilde opinião Majalis entrega algo jamais visto na perfumaria.
Você deve esta se perguntando:será que é tudo isso mesmo?vale o valor?
Não é exagero pagar um valor tão alto apenas por um perfume?

Senhores nós revisores de fragrâncias ,digo os honestos,aqueles de nós que realmente são fanáticos e que grande parte da sua vida ,girou em torno de perfumes.Eu digo que sim e vou lhe explicar porque!

Se você não sabe o Oriente é o berço da perfumaria,Logo após na Era medieval, os italianos com suas essências frescas adotaram a arte da perfumaria.O incenso é o perfume mais antigo do mundo!

Referente a Majalis ,esse poderoso perfume entrega um estrutura molecular bem diferente daquilo que conhecemos.

Um Aroma muito poderoso e tão resistente!
O som é multifacetado e complexo , - o calor da madeira em chamas, regada com calda de morango e framboesa é delicioso. Todas as notas naturais, agradáveis, ousadas, o desempenho é imbatível.
A complexidade é única ,e lhe destoa da realidade.
Não vou me alongar falando de Majalis,talvez ele esteja em um padrão na qual não há palavras que façam justiça.Acredito que vale ao menos uma amostra.

Está no nível de grandes estrelas da Roja e Henry Jacques na minha opinião .

11/10

sábado, 14 de março de 2020

Enigma Pour Homme Parfum Cologne Roja Dove





A ideia das colonias de Roja a inicio é explorar um
mercado de perfumes mais barato.
Que não fuja da qualidade e entregue algo acessível no seu portifòlio para uma clientela menos elitizada.Economizando nos materiais e apresentação dos frascos.
Em enigma cologne,a casa traz a mesma interpretação do enigma que conhecemos (se não conhece ,conheça pois vai descontínuar) com algo mais superficial ,mais opaco e sem muito brilho ou rodeios.




Diferente das opções EDP e Extrait. Aqui a construção é mais simples ,enxuta,um Enigma mais versátil para ser usado quando e onde quiser.
Mas não se engane a sofisticação e DNA da casa ainda está lá.
O som é Roja!
A explosão inicial abre - se extremamente fresca,com Bergamota e gerânio,um Neroli grita suave no background,entendo 


que o corpo do perfume será bem versátil ,muito da entrada de uma fragrância revela sua evolução.
O jasmim indolico de seus antecessores,está ausente.
A coisa toda é fluida ,linear sem muitos rodeios.
Na secagem o heliotròpio vem de mãos dadas com benjoim e tabaco ,mergulhados no conhaque com aquela vibe “cola “ 
Assinatura dos Enigmas.




Mas nada é muito boozy ou embriagado como nos Enigmas anteriores.
Pois a baunilha entra em cena reforçado pelo benjoim ,e sândalo com algumas especiarias.
A viagem de Enigma sempre foi muito boozy,aqui a coisa é mais equilibrada nesse lado.Nada aqui grita pesado,embora mesmo nas versões mais intensas,nunca enigma foi ao lado de Tobaco Vanile seu concorrente direto,que para mim Enigma sempre foi bem melhor.

A colônia deixa um pouco esse lado melaço e apresenta facetas mais frescas,equilibrada,mas mesmo assim é o mais intenso da linha.

Ao todo Enigma agrada no geral ,simples,sem rodeios e entrega o velho Enigma de ser ,e com um valor bem mais em conta.

O custo da garrafa ainda é alto,mas Roja sempre pecou em preços e no posicionamento bem discutível nos valores de seus perfumes.

Eu acho must have para um amante desse tipo de fragrância.
Entrega bastante qualidade e algo bem usável no nosso país.
Altamente recomendado.
10/10

                                                                  
                                                                   RESENHA NO MEU CANAL⇃






terça-feira, 3 de março de 2020

Tikal Anima Mundi UMA VIAGEM AO MUNDO ANTIGO !




 Quando perguntam para mim: o que você acha de Anima Mundi?Respondo poesia !Em Tikal vemos algo tão belo,e único,inspirado na civilização Maia.
Tikal é uma antiga cidadela maia nas florestas tropicais do norte da Guatemala. Possivelmente datada do século I d.C
Tikal tem sua abertura brilhante pela citrus e madeiras ,você sente Madeira de florestas ,troncos de árvores,mas não verde ,mas cedro falando da casca da árvore.
 Abre bem luminosa ,por conta do cítricos e picante pela sálvia e coentro.
  No Prelúdio da secagem você sente a Fava Tonka entrar no enredo .
 Uma floresta de cacau é sentida a todo momento .
Não o chocolate doce .
Mas o cacau, a fruta mesmo.
 Dando uma vibe amadeirada achocolatada.

Conforme o tempo vai passando,tudo se mostra amadeirado ,cascas de árvores,com tom achocolatado por conta da fava Tonka .
Toques misteriosos e resinas das árvores, me remetem a uma floresta úmida ,após a chuva.Aonde a água escorre nos troncos das árvores.
 Sinto um leve toque esfumaçado agora na plenitude do dry.
Certamente é a mirra que nos leva ao lado mais sacro do perfume .
 Da plenitude do drydow para a base,fala se muito das madeiras com  Cedros ,madeira guaic e sândalo.

Esses ingredientes constroem uma cama amadeirada.
Lembrado a madeira do arco dos maias.
 Profundo e com várias camadas o  oléo essencial de gerânio te leva a uma floresta de gerânios ,árvores e algum ritual feito na floresta bem místico !!
Joia escondida.
 11/10 

                           RESENHA EM VIDEO

                                                     

terça-feira, 25 de fevereiro de 2020

Athunis Sigilli Masculino





Melhor Vetiver já feito !


Falar de Athunis é como citar as maiores obras de Bach,Tchaikovsky,é tão lindo e belo como uma obra de Puccini na Ópera Estatal de Viena.
O protagonista aqui é o vetiver.

A abertura abre na minha pele como se estivéssemos defronte a uma plantação de vetiver em chamas, bem desafiadora.
Esse mix de fumaça e vetiver me remente a canabis queimando !!
Tudo é áspero e direto ao ponto 
Amantes de vetiver estão dormindo para isso.
Um ballet de cedro javanês e vetiver asperamente é sempre sentido!



Facetas verdes ridiculamente natural entram na composição,um vetiver verde ,fumado,brilhante ,quebrando ao meio vetiveres referências até então como; Route du vetiver MPG,Vetiver Extraordinaire FM,Guerlain Vetiver.O tempo vai passando e recordo -me de outros perfumes ,facetas de Vetiver Etro vintage pelo lado mato seco,mato queimado após o sol ,Fumidus Profumum Roma pelo tom doce no background e úmido,floresta úmida depois da chuva com tons adocicados.
A vibe é de caos ao mesmo de tempo de serenidade,a fumaça ou defumação empresta o caos,a faceta úmida do vetiver extremamente verde e profunda a serenidade !De uma chuva tranquila beijando o mato ao relento .
O mais gostoso da coisa toda; é que a vibe verde ,herbal ,assabonetada nunca perde a característica, sempre flutua entre os acordes é sofisticada,lindamente verde.
Cheirado no dorso é fumaça ,vetiver queimando,com leves tons adocicados como Fumidus da Profumum Roma.
Na trilha ao longo do movimentar é verde ,levemente carbonizado,como uma nevoa na floresta pela manhã!!Rídiculo de tão bom!!
Lembrando que é um relato de alguém que não é amante de vetiver !!!

O perfume de um modo geral é poderoso,complexo,sofisticado e vibe perfumaria Indie.
Orgânico no seu modo de ser,perfume de lenhador,do Wolverine talvez,nas florestas do canada,fumando um charuto á beira de um lago congelado,ao lado de agulhas de pinheiro canadense.
A vibe é de cigarro,chaminé,floresta,defumação,lago congelado,água gelada essa última talvez pelo musk afiado e aquoso que esta na composição.
Certamente Athunis é o melhor vetiver que tentei,e é altamente indicado para os amantes de Vetiver.
11/10


                                                                                                             Resenha no Canal 





Bois Sikar Atelier des Ors



A glória de um charuto vem mergulhado no malte.

Casas como Ateliers Des Ors,ficam naquela faixa de um publico seletivo,que gostam de fragrâncias mais discretas,sem fazer muito barulho,mas que não abrem mão do requinte e da elegância.
Com dna ulta moderno,e uma apresentação singular,vejo essa casa sem paralelo na perfumaria de nicho.

Aqui em Bois Sikar a proposta é charutos,madeiras e malte .
A Explosão inicial abre com cheiro de churrascaria ,salsicha defumada,em cima de madeiras molhadas pelo temporal passado.
O culpado desse cheiro è o styrax ou estoraque uma resina com tons defumados que lembra incensoe vetiver javanês.
O manuseio e administração dessa nota aqui è magistral.um componente muito difícil de trabalhar ,aqui muito equilibrado.
Nesse estágio tudo è esfumado escuro ,amadeirado,nesse ponto o perfume è um borrão de fumaça amadeirada.




No prelúdio da secagem nuances amadeiradas se intensificam na fragrância.
A Assinatura esfumaçada ameniza um pouco e deixas as madeiras cantarem uma canção de cedro,Madeira guaiac e a noz moscada nos dá o tom semi pulverulento.
Nessa hora me lembro da minha prateleira aonde guardo meus perfumes.
O cheiro è Bem intenso de madeira,perfuma o meu quarto.
Realmente um cheiro de árvore escura.
Impossível nessa hora não associar a um
ambiente de sala de reunião,executivos,formalidade ,sobriedade e transferências milionárias.



O perfume grita masculinidade a todo tempo.Um gentleman chamado Vetiver se reúne ao ensejo ,mais vem
mergulhado no melhor malte de islay da Escócia !Agora já nos aproximamos da plenitude do drydow,o cheiro de charutos ,caixa de charutos ,fumaça e whisky tomam o
Ambiente .
Mas não grita muito,o perfume é elegante nunca grita ,mas fala,mas 








Jamais é discreto.
Sempre educado ,sofisticado elegante e sempre austero.
A glória de um charuto vem mergulhado no malte !
A Turfa aqui sempre fala em tom suave ,e è usada para abastecer os fornos ,para secar a cevada na fabricante do whisky.
È importante trazer a baila que o evento da fumaça em questão dura alguns minutos.
De 15 a 20 minutos.
Apos esse tempo ,o perfume abre e mostra - se muito mais interessante,não è apenas um borrão de fumaça.
Claro que ela está lá ,mas canta uma canção suave no background.
O ápice do perfume é quando o malte ou whisky chega ,ou seja na secagem.Aonde o mesmo mostra toda sua glória.

Esfumaçada amadeirada ,mergulhado no malte discreto.
Sempre levemente amargo,esfumado e levemente adocicado pela malte .
Extremamente masculino.
Clube de cavalheiros !

Nota final
11/10 obra prima !!

                                                                                                Resenha  no meu Canal


segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020

Rossopompeiano Agatho Parfum



Rossopompeiano abre na minha pele com jasmim indòlico levemente cítrico banhado pela tangerina .
No background já consigo sentir a baunilha e a amêndoa.
Nessa hora impossível de não associar a Pegasus da Parfums de Marly ou High Frequency da Initio Parfums.
Só que aqui tem mais qualidade que ambos e muito mais som e volume.
As notas ou ingredientes tem mais definição.
Conforme o tempo vai passando no prelúdio do dry down,o galbanum aparece  entre essas amêndoas e baunilha.
O acorde agora fica abaunilhado esverdeado e amendoado.
Na plenitude do drydow a flor de laranjeira e o heliotrópio se juntam a baunilha e jasmim com amêndoas.
Tudo agora è alaranjado,floral branco e amendoado intensificado pelo heliotrópio que também è amendoado e juntamente com as amêndoas.
Da plenitude do drydow para a base a  
 fragrância já se mostra mais amadeirada pelo sândalo cremoso em uma cama de resinas a saber;Âmbar ,ládano.
O patchouli e o musk estão la,m
ais quase imperceptíveis.

Não tem aquele açúcar excessivo de Pegasus.
E nem o desequilíbrio do mesmo.
Tem estilo ,sofisticação,e é moderno.
Executivo ,traje formal e semi formal.
Terno gravata etc.
As mulheres adoram esse perfume!!!
Gálbano ,amêndoas e jasmim.
Europeu ao extremo!e Compartilhável.
Sândalo cremoso amadeirado ,gálbano ,amêndoas,jasmim, 
sempre de maneira complexa nos acordes... entram ,saem  e é altamente indicado.Um perfume perfeito.

11/10




                                                                                        VIDEO NO MEU CANAL  

sábado, 1 de fevereiro de 2020

Portrait of a Lady Frederic Malle



 Retrato de uma senhora se dirige em direção
 Feminina elegante .
As facetas que remontam a estrutura química do perfume ,entrega algo romântico e luxuoso ao mesmo tempo.
A rosa turca nunca se sente árabe ou oriental ,mas caminha em direção ocidental dos anos 90 onde as patroas viviam em uma época de esplendor  e glória .
Nessa época eu ainda era adolescente ,mas ainda me recordo das festas ,nos clubes e restaurantes ,das viagens a Suíça da mamãe.
Os anos 90 marcaram certa feminilidade em meu coração,as musicas ,a moda ,tudo gira em torno desse maravilhoso perfume .
 A explosão inicial abre em minha pele com rosas escuras ,aliado a um patchouli aveludado ,romântico ,único.
Um ar de maturidade e sobriedade é sempre cativante .
As “facetas frescas” que flutuam na plataforma superior do perfume ,como framboesa e cassis o deixam extremamente sexy ,e contrasteia com a rosas aveludadas “ apatchoulizadas “
Na secagem o sândalo entra ao enredo e começa a tocar sua trilha sonora ao lado do patchouli,dessa hora em diante narizes desavisados podem confundir com o Oud,se você não o conhece  julgará que tem Oud aqui,
Mas o próprio Malle já disse que não tem.
 A coisa toda tem muito som e volume ,como dizemos “perfume bomba” a mao hábil e nariz de Dominique é facilmente sentido aqui desde Carnal Flower que na minha opinião o melhor floral branco do mundo.
O escopo é sempre maduro mas nunca Vovó !
 Aqui tudo é vitóriano e poético.
 Dono de um espírito barroco e parisiense,a alma do perfume sempre clama por elegância. E romantismo.
O ápice do perfume começa a se expor a medida que o âmbar se une ao incenso discreto ,fazendo uma costura objetiva
 Me lembrando alguns perfumes como Duetto da fechada Sospiro e Richwood da Xerjoff.
Um Fantasma sempre grita por nome de Black Aoud da Montale .
Em meio ao acorde.
Mas sem aquela coisa grossa e oleosa da Montale.
 Tudo  é sedoso e suavemente em pó.
 Agora  tudo é âmbar cremoso,com a névoa incensada sobre a Rosa  escura e Carnal.
 Fars  da Xerjoff é facilmente sentido nessa fase também.
Digo pela Rosa.
Mas canta um som diferente nas mãos de Dominique .
Tudo  é cuidadosamente orquestrado como   uma linda sinfonia com compasso e ritmo perfeitos.Embora fale do ambiente das mulheres, patchouli e sândalo o deixam com aspecto de Oud.
E não me surpreenderia se um homem o usasse.
Portrait of lady é Um dos melhores perfumes para as mulheres do Mundo.
Certamente ficará nos anais da História Perfumistica bem do lado de Carnal Flower.

11/10




                                                                                              VIDEO NO MEU CANAL 

The Library Collection Opus XI Amouage

The Library Collection é um seguimento que chamo de fora da caixinha da Amouage,é uma espécie de linha de perfumes na verticalidad...